Scanner de Porta: O que é e por que você deveria utilizá-lo - Security Boulevard

SBN Scanner de Porta: O que é e por que você deveria utilizá-lo

Na complexa infraestrutura de rede composta por diversos recursos, dispositivos e usuários, as varreduras de portas representam uma quantidade significativa de tráfego. Crackers e hackers usam scanners de porta para descobrir vulnerabilidades que podem se tornar vetores de ataque para resultados maliciosos.

DevOps Experience

Neste post, vamos discutir os fundamentos que envolvem scanner de porta e porque você precisa implementar um software de scan de portas efetivo em sua rede agora mesmo:

O que é um scanner de porta?  

Um scanner de porta ajuda a detectar uma violação de segurança potencial, identificando os hosts conectados à sua rede e os serviços em execução, como o protocolo de transferência de arquivos (FTP) e o protocolo de transferência de hipertexto (HTTP).

Um scanner de porta avançado, como o ManageEngine OpUtils, oferece uma visão detalhada das portas de rede. Isso inclui detalhes como IP, DNS e MAC conectado, junto com o nome e detalhes sobre a interface associada a uma porta específica. Ele também permite que você identifique e feche todas as portas abertas em suas redes.

A varredura de portas garante que seus hosts sejam configurados para executar apenas serviços de rede aprovados e evita que as portas permitam qualquer tráfego não autorizado.

Você sabia?

Com as portas servindo como gateways de comunicação para a sua rede, configurações incorretas de portas abertas podem levar a ataques de negação de serviço (DDoS).

Como o scanner de porta funciona?  

Um scanner de porta inspeciona todo o seu bloco de endereço IP para identificar hosts ativos dentro do intervalo de endereço IP especificado, usando protocolos de rede como TCP (Transmission Control Protocol) e ICMP (Internet Control Message Protocol).

Depois que descobre os hosts ativos no intervalo de endereço fornecido, ele examina o host em busca de portas TCP e UDP (User Datagram Protocol). Essas portas são os caminhos de comunicação entre o host e outros dispositivos de rede. A ferramenta então verifica as portas para identificar os serviços em execução nelas e apontar portas abertas.

Determinando o status das portas verificadas

Um scanner de porta determina o status delas usando diferentes protocolos de varredura de rede, enviando um pacote para cada porta dentro do intervalo de endereços especificado, um por vez. Com base na resposta recebida, ele determina seu status como portas de escuta ou não de escuta.

Tipos de varreduras de rede usadas

As portas de rede são verificadas usando vários protocolos de varredura de rede para garantir a obtenção de dados precisos sobre o status e os serviços em execução nas portas. As verificações de porta mais comumente usadas são:

Ping scans  

Essas varreduras ICMP varrem todo o bloco de endereço IP, ou um único IP de destino, para verificar se o destino está ativo. Depois de enviar uma solicitação de eco, se o destino enviar uma resposta ICMP, essa varredura determinará que o destino está ativo.

TCP scan  

Esta é uma varredura de porta comumente usada por ferramentas de varredura de porta que realiza um processo de handshake completo com o destino para determinar seu status. O scanner de porta inicialmente envia ao destino uma solicitação de sincronização (SYN). Ao receber o sinalizador SYN, o alvo envia ao scanner uma confirmação (SYN-ACK). O scanner de porta então envia um pacote ACK denotando que recebeu a resposta SYN-ACK do alvo. Com base na resposta recebida, o scanner de porta determina o status das portas de rede.

UDP scan  

Uma varredura UDP tenta encontrar portas abertas em uma rede. É um protocolo sem conexão que funciona enviando um pacote de rede ao destino. Esse pacote de rede geralmente não carrega nenhuma carga, mas pode ser configurado para carregar uma carga aleatória para cada porta. Com base na resposta ICMP recebida de cada destino, o scanner de porta determina o status do destino.

Por que você precisa de um scanner de porta?  

Para proteger seu ambiente de rede e garantir o funcionamento estável da rede, é crucial rastrear todas as entidades que acessam seus recursos de rede.

As portas servem como pontos finais de comunicação em uma rede, e qualquer serviço executado nelas pode facilmente obter acesso a dados confidenciais na máquina de destino. É imperativo monitorar e rastrear todos os serviços em execução  e dispositivos de rede associados.

Você sabia?

As portas TCP são alvos mais fáceis para hackers e crackers porque utilizam um protocolo orientado a conexão que pode fornecer feedback útil ao invasor. As portas UDP usam um protocolo sem conexão que não fornece necessariamente informações relevantes para um invasor.

Os riscos de não usar uma ferramenta de scanner de portas:  

Vulnerabilidades de porta aberta: Algumas portas podem permanecer continuamente abertas, apresentando uma vulnerabilidade de rede potencial. Um intruso pode acessar uma porta aberta para causar estragos no fluxo normal das operações da rede.

Vazamento de informações: As portas de rede devem ser monitoradas de perto por uma ferramenta avançada de scanner de porta de rede para evitar qualquer vazamento de dados. Isso também ajuda a proteger as comunicações entre as entidades de computação.

Utilizar uma ferramenta eficaz de scanner de portas como OpUtils ajuda a eliminar vetores de risco e é fundamental para proteger sua rede contra acesso não autorizado e serviços de monitoramento mal-intencionados em execução.

Você sabia?

As portas de protocolo de área de trabalho remota (RDP) permitem a comunicação com sistemas remotos e são vitais para permitir que a força de trabalho de muitas empresas opere fora de casa. No entanto, essas portas são frequentemente expostas à Internet de forma insegura, o que as torna um alvo fácil para invasores.

Scan de portas avançada com OpUtils

A ferramenta avançada de varredura de portas da OpUtils ajuda a realizar o reconhecimento de rede em suas portas e switches. Em uma grande rede, monitorar e gerenciar portas abertas pode ser extremamente demorado. Os recursos avançados de scan de portas do OpUtils determinam o status das portas em sua rede, tentando se conectar a todas as portas dentro do intervalo de IP especificado. Ele fornece insights sobre:

  • O host ou hosts ativos e em execução no intervalo de endereços IP de destino

  • Serviços que estão atualmente em execução

  • Usuários dos serviços

  • Estado das portas de rede na máquina de destino

A obtenção desses insights com um scanner avançado de porta ajuda a conduzir a identificação de porta e serviço de rede para que você possa distinguir hosts e sinalizar serviços potencialmente vulneráveis.

Portas e serviços  

As máquinas conectadas a uma rede podem executar muitos serviços que usam portas TCP ou UDP para se comunicarem entre si. Essas portas de rede geralmente são numeradas de 0 a 65535, com portas diferentes executando serviços diferentes e cada uma com um nome de serviço, como Telnet. Esses serviços são executados em protocolos de rede, como TCP, UDP, Datagram Congestion Control Protocol (DCCP) e Stream Control Transmission Protocol (SCTP)

As portas podem ser categorizadas em três grandes intervalos:

  1. Portas conhecidas (0-1023)

  2. Portas registradas (1024-49151)

  3. Portas dinâmicas ou privadas (49152-65535)

Portas conhecidas ou portas padrão foram atribuídas a serviços de Internet comumente usados. A ferramenta de varredura de portas da OpUtils permite que você escaneie essas portas, junto com as outras portas de rede, especificando o intervalo a ser escaneado.

Algumas das portas e serviços comuns verificados pelo scanner de porta da OpUtils são:

21 – Protocolo de Transferência de Arquivos (FTP) – Transferir arquivos entre computadores pela internet

22 – Telnet – Serviço de login remoto, mensagens de texto não criptografadas

23 – Telnet – Serviço de login remoto, mensagens de texto não criptografadas

25 -Simple Mail Transfer Protocol (SMTP) – Roteamento de e-mail

53 – Domain Name System (DNS) – banco de dados de nomes de endereços IP

80 – Hypertext Transfer Protocol (HTTP) – conectividade com a Internet

110 – Post Office Protocol 3 (POP3) – Clientes de e-mail

143 – Internet Message Access Protocol (IMAP) – Correio Digital

161 – Simple Network Management Protocol (SNMP) – Para gerenciar e monitorar dispositivos de rede

3389 – Remote Desktop Protocol (RDP) – protocolo de comunicações de rede segura

Você sabia?

As portas comumente hackeadas e comparativamente mais vulneráveis na rede são FTP (21/TCP), SMTP (25/TCP), HTTPS (443/TCP), and HTTP (80/TCP).

Características do scanner avançado de porta OpUtils

O software de digitalização de portas do OpUtils obtém a lista de serviços atualmente em execução nas portas digitalizadas dentro de um determinado intervalo de IP. Isso pode ser comparado à lista conhecida de serviços que permite identificar e bloquear serviços não autorizados em execução nas portas de rede.

Com capacidades avançadas, OpUtils permite que você:

  • Visualize o mapeamento em tempo real das portas do switch na rede e analise a localização física das portas.

  • Obtenha um resumo abrangente das portas de rede que fornecem visibilidade total de seu status.

  • Crie programações de scan de porta automatizadas que são acionadas periodicamente para obter um resumo preciso da utilização de portas de rede e métricas de desempenho.

  • Gere alertas instantâneos baseados em limites para eventos específicos da porta do switch.

  • Conduza auditorias de rede facilmente com widgets avançados que fornecem dados cruciais em um piscar de olhos

  • Habilite ou desabilite portas para proteger redes contra acesso não autorizado e fluxo de tráfego.

  • Forneça gerenciamento de acesso baseado em funções para permitir que vários usuários tenham acesso ao scanner e monitoramento de portas de rede.

E não acaba por aqui!! Visite nossa página de recursos para saber mais sobre tudo o que você pode fazer com o OpUtils.

Agende uma demonstração ao vivo com um especialista do produto que irá guiá-lo por todos os recursos do OpUtils ou baixe um teste gratuito de 30 dias e aprenda na prática como o ele pode melhorar sua estratégia de gerenciamento de portas de switch.

The post Scanner de Porta: O que é e por que você deveria utilizá-lo appeared first on ManageEngine Blog.


*** This is a Security Bloggers Network syndicated blog from ManageEngine Blog authored by Nayla Loik. Read the original post at: https://blogs.manageengine.com/portugues/2020/12/29/scanner-de-porta-o-que-e-e-por-que-voce-deveria-utiliza-lo.html

Techstrong Group